Por volta das 00h10  de hoje,  20/12, o SAMU e a policia Militar de Palotina foram acionados para dar atendimento a um acidente com vitima fatal nas proximidades do Avenida Tênis clube. O acidente foi do tipo colisão frontal entre um Gol de placas JNA-3246, e um Fusca de placas AGD-2924, ambos de Palotina. O Gol ia pela rua 1º de Janeiro sentido ao BNH e o fusca sentido o contraria.

Segundo informações o condutor do Gol foi encaminhado para o Hospital Municipal para ser atendido, pois teve alguns ferimentos, mas sem gravidade. Já no Hospital foi feito o teste de bafômetro e segundo o laudo acusou estado de embriaguez acima do limite permitido pela lei que após ser medicado foi encaminhado para a Polícia Civil para as providencias cabíveis.

 Do acidente teve ferimentos leves no condutor do Gol, pois estava sozinho e no fusca estavam três pessoas, o motorista uma criança e a  senhora  Ladi Pereira, 70anos. Ladi não resistiu os ferimentos e entrou em óbito no local do acidente. Ladi Pereira foi encaminhada ao instituto Médico Legal (IML) de Toledo e em seguida liberada para a família(Portal Palotina).
Valdecir de Ramos de 40 anos que se envolveu no grave acidente de trânsito por volta das 14h desta quarta-feira (17), não resistiu aos graves ferimentos e faleceu por volta das 19h, após dar entrada no hospital de Jesuítas. 

Valdecir conduzia um Caminhão Mercedes Bens, placas ASD 4145 de Cascavel, carregado com maravalha quando colidiu frontalmente contra um Mercedes Bens Actros (Bitrem), que estava vazio, placas MAS 4738 de Jesuítas, conduzido por José Claudio Ferreira. Além de Valdecir socorrido pelo SAMU, o filho do motorista do Bitrem também deu entrada no hospital com ferimentos graves, mas passa bem. 

Ainda no mesmo Bitrem estavam Carlos Mendes de Oliveira, 32 anos e André da Silva Lopes, 20 anos que recusaram atendimento médico. O acidente foi atendido por policiais militares de Jesuítas estrada Botucatu, trecho Jesuítas ao distrito do Carajá. Valdecir passou horas internado na unidade em Jesuítas, onde foram feitos todos os procedimentos, mas não resistiu e morreu. 

O corpo foi recolhido e encaminhado ao IML de Toledo, onde passou por exames e liberado para atos fúnebres. Ele residia em,Cascavel. (Fonte: Rádio Jornal - Reportagem: Léo Silva Fotos: Geovane Pedroso).
Na madrugada de hoje uma equipe policial deslocou a fim de averiguar a situação de um indivíduo baleado. Inicialmente a equipe deslocou até o endereço repassado pela central, rua Getúlio Vargas, nº 560, porém posteriormente foi informado pela central que o endereço correto era a rua Presidente Vargas, nº 560, no Jardim Europa. 

Ao chegar no local a equipe constatou que os bombeiros já haviam prestado socorro à vítima, identificado como menor deidade, sendo  conduzido ao hospital Bom Jesus. No local a equipe realizou buscas no intuito de encontrar cápsulas ou projéteis, porém sem sucesso. Ato contínuo a equipe deslocou até o hospital onde em contato com a vítima verificou que o mesmo foi atingido por dois disparos de arma de fogo calibre desconhecido, na altura da coxa direita. 

A vítima não soube informar quem seria o autor dos disparos, apenas que o mesmo estaria em um veículo de cor preta, porém para a equipe do serviço reservado da PM a vítima indicou  o autor. Na sequência esta equipe deslocou juntamente com a equipe do serviço reservado até o local onde seria a residência do possível autor, rua Capitão Leônidas Marques, nº 139, porém no local não logrou êxito nas buscas. 
Se antes tudo não passava de uma suspeita, com requintes de armação política, aos poucos a situação dos vereadores Eudes Dallagnol (SD) e Gian de Conto (PPS) vai se complicando. Ao menos para os promotores João Carlos Negrão e Sandres Sponholz que no fim da tarde desta quarta-feira (17) concederam entrevista coletiva, onde confirmaram o ingresso com duas ações na Justiça: uma Ação Civil Pública e outra Criminal, na 2ª Vara. 

 De acordo com o levantamento dos elementos apurados pela investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), há elementos suficientes indicando ato de improbidade administrativo, conforme o Artigo 11, Inciso I da Lei 8.429/1992. Diante da gravidade dos fatos, os dois promotores foram escalados para cuidar do caso em regime de urgência. A expectativa agora é se as ações forem aceitas pelo Judiciário. Se possível antes do recesso marcado para começar no sábado (20). 

 Na ação, os promotores pediram a indisponibilidade dos bens no valor de R$ 501.050,00 – com base nos salários dos vereadores – e o afastamento liminar imediato dos dois vereadores do exercício do cargo de vereador. No documento enviado à Justiça os promotores citam ainda o afastamento de Gian de Conto por parte do Diretório Estadual do PPS, bem como o fato dele ser o atual presidente da Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Toledo.  O presidente da Câmara vereador Adriano Remonti (PT) disse apenas não ter sido notificado oficialmente e, tão logo receba algum documento oficial, reunirá a Mesa Executiva para tratar do assunto. 


 PROCESSO  - O caso ainda está sendo investigado e os desdobramentos podem ser ainda maiores, isso porque o Ministério Público pediu segredo de Justiça e apenas uma parte das gravações foram repassadas à imprensa. “Vamos apurar os fatos, mas por hora nos concentramos nas denúncias contra os dois vereadores”, comentou o promotor Sandres Sponholz. Caso a liminar seja aceita o afastamento seria imediato, assumindo, nesta hipótese, os suplentes. O promotor João Negrão lembra que existe ainda um Inquérito Policial em curso, um dos motivos do pedido de afastamento para não atrapalhar as investigações. Após o Inquérito, o Ministério Público pode ajuizar outras ações, mas neste momento apenas Eudes e Gian são acusados. 

 POLÍTICA - Sobre o resultado da eleição da nova Mesa Executiva, realizada na última segunda-feira (15), os promotores afirmaram que, por hora, não há indícios de alguma ilegalidade e a eleição válida. Reiteraram que um eventual processo de cassação dos mandatos é uma decisão política e cabe à Câmara. A Comissão de Ética da Câmara iria solicitar cópia dos documentos junto ao Ministério Público, porém, a hipótese de entregar está praticamente descartada pelo pedido do segredo de Justiça. Caso sejam condenados, Eudes e Gian podem pagar multa, perder os direitos políticos e cumprir de dois a 12 anos de prisão(Fonte: Jornal do Oeste).
Morreu  às 23h30 de ontem,(16) no Hospital Bom Jesus mais uma vítima do acidente na BR 163, no final da manhã, próximo a entrada de São Miguel. Na tarde de ontem no Hospital Bom Jesus de Toledo, havia morrido a moradora de Mercedes, Lili Hedwiges Salamon, 78 anos.  

Dagnis Angelina Anderson, 23 anos,  passageira  Fiesta, com ferimentos graves, não resistiu e também morreu posteriormente..O corpo foi encaminhado ao IML e será trasladado para Paranhos(MS).

A colisão envolveu dois automóveis e um caminhão. Lili era passageira do veículo Vectra com placa de Mercedes, que era conduzido por sua nora. O veículo em que elas estavam foi atingido por um Fiesta com placa de Nova Santa Rosa. No veículo Fiesta estavam duas pessoas o condutor,Willian Frank Morel e Dagnis.

Uma equipe  da Policia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de roubo na Avenida José João Muraro,  no Jardim Porto Alegre. No local foi entrado em contato com a vitima, S. P, que mesmo relatou a equipe que ao estacionar seu veiculo no estacionamento de um supermercado, um indivíduo moreno, estatura baixa, aproximadamente 1,70 m, vestindo camiseta escura e calça jeans, o abordou ainda em seu veiculo pedindo que o mesmo não saísse.

Após o bandido  ordenou que a vitima se dirigisse ate a Rua São João e no local mais duas pessoas entraram, sendo um loiro e baixo e um outro indivíduo loiro também. Na ocasião um deles revistou a vitima e conseguiu subtrair aproximadamente R$ 1.600,00, liberando a vitima posteriormente. Diante do fato a vitima foi encaminhada até a sede do 19º BPM  onde foi confeccionado o Boletim de Ocorrencia.
Após 14 dias internado em hospital devido a um acidente de trânsito, Adelmo Lima Carvalho não resistiu e morreu na noite desta terça-feira (16). Adelmo era cinegrafista da CGN. 

 No dia 2 de dezembro ele havia sofrido graves ferimentos após um acidente de trânsito, no Bairro Pacaembu. Ele foi levado ao Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP) e depois para o Hospital São Lucas, onde permaneceu em coma induzido e respirava por intermédio de aparelhos. 

Neste período, Adelmo sofreu complicações devido a uma isquemia cerebral grave e também a uma infecção no pulmão. Ele deixa esposa e duas filhas pequenas. O velório está sendo realizado na capela da Acesc, na Rua do Rosário. O enterro ainda não tem horário e local definidos(Fonte: CGN).
Morreu  por volta das 15 horas desta terça-feira (16), no Hospital Bom Jesus de Toledo a moradora de Mercedes, Lili Hedwiges Salamon, 78 anos. Ela foi uma das vítimas de um grave acidente ocorrido por volta das 11h30  na rodovia BR 163, no trecho entre Quatro Pontes e Toledo, próximo a obra do novo entreposto da I.Riedi. 

A colisão envolveu dois automóveis e um caminhão. Lili era passageira do veículo Vectra com placa de Mercedes, que era conduzido por sua nora. O veículo em que elas estavam foi atingido por um Fiesta com placa de Nova Santa Rosa. Carla Regina Salamon, que também estava no Vectra, permanece internada. Uma hemorragia interna seria a causa da morte de Lili. 

No veículo Fiesta estavam duas pessoas. Segundo o que informou a assessoria de Imprensa do Hospital Bom Jesus, o estado de saúde das duas vítimas que estavam no Fiesta é considerado grave. Willian Franklin Morell sofreu traumatismo craniano e aguarda vaga em uma UTI fora de Toledo, já que o Bom Jesus está com todas as vagas ocupadas. Dagnis Angelina, sofreu múltiplas fraturas, passou pelo Centro Cirúrgico, e também deverá ser transferida para uma UTI.(Fonte: Aquiagora.net).
A Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar desenvolve nesta terça-feira (16) a Operação Testa de Ferro, comandada pela delegacia de Toledo (20ª SDP) para desarticular a organização criminosa especializada no tráfico de drogas. 

 Pelo menos 51 mandados de prisão estão sendo cumpridos em  Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guaíra, região metropolitana de Curitiba e ainda em cidades nos estados de São Paulo e Santa Catarina. Participam das ações 200 policiais que vieram de diversas cidades, eles iniciaram as buscas por volta de quatro horas da madrugada. 

 Até o momento 27 pessoas  foram presas  e encaminhadas para a delegacia de Toledo e Cascavel. De acordo com o delegado, Donizete Botelho, o grupo trazia a droga do Paraguai e distribuía na região oeste e ainda para outros estados. 

 Os chefes da quadrilha atuavam em Toledo e Cascavel, e, dificilmente tinham contato direto com o entorpecente, usavam outras pessoas para coordenar e articular o tráfico, por este motivo a escolha do nome da operação, Testa de Ferro. Além das prisões, a justiça autorizou o bloqueio das contas bancárias dos envolvidos, e ainda apreensão dos bens como veículos(Catve)
Mais uma vitima  do golpe do bilhete premiado em Toledo. A Policia Militar foi acionada ontem na rua Crissiumal, nº 2651, no Jardim La Salle, a  vítima, O. J., 67 anos, relatou a ação do golpista. Ela contou que estava em um ponto de ônibus na rua Maringá esquina com rua Da Faculdade, quando foi abordada por um indivíduo idoso que lhe ofereceu um bilhete já contemplado, com o valor do prêmio de aproximadamente R$ 800.000,00.

Ela relatou ainda que o indivíduo ofereceu o bilhete para ela pelo valor de R$ 17.000,00  e informou que não tinha esse valor em mãos, mais havia  R$ 2.000,00 em sua  residência. O  restante do valor ela sacou Banco Bradesco ( R$ 10.000,00) e  na Caixa Econômica Federal (R$ 5.000,00), totalizando R$ R$ 17.000,00.

O dinheiro foi foi entregue ao golpista pelo falso bilhete premiado. O transporte da  vítima até os bancos foi realizado no carro do próprio golpista, porém a vítima não soube relatar maiores detalhes do veículo. 
 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, no início da manhã desta segunda-feira (15), cerca de 460 mil maços de cigarro contrabandeados, em duas ocorrências simultâneas na região oeste do Paraná. No município de Quatro Pontes, policiais rodoviários federais apreenderam uma carreta com placas de Santa Catarina carregada com aproximadamente 350 mil maços de cigarro. 

A equipe desconfiou do veículo, que passou em frente ao posto da PRF, e imediatamente o seguiu em acompanhamento tático. Ao perceber o deslocamento da viatura policial, o motorista abandonou a carreta e se evadiu através de uma área de matagal, às margens da BR 163, na altura do km 281. Ele ainda não foi localizado. A ocorrência foi encaminhada pela PRF à Receita Federal de Guaíra. 

 A segunda ocorrência de apreensão de cigarros contrabandeados foi registrada em Céu Azul, também no oeste do Paraná. A equipe de policiais rodoviários federais abordou um caminhão com placas de São Paulo carregado com 110 mil maços. 

 Preso em flagrante, o motorista, de 25 anos de idade, disse ter iniciado a viagem em Foz do Iguaçu (PR) e que seu destino seria a cidade de São Paulo (SP). A abordagem ocorreu no km 652 da BR 277, cerca de dez quilômetros antes do Posto Céu Azul da PRF. 

 O motorista entrava em uma estrada rural para desviar da fiscalização quando foi abordado pela PRF. O caminhão tinha um aparelho de radiocomunicação. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Federal em Foz do Iguaçu. A PRF já apreendeu 12 milhões de maços de cigarro este ano nas rodovias federais do Paraná.

Há 11 dias 42 presos foram transferidos do cadeião da 15ª SDP (Subdivisão Policial) de Cascavel para a Penitenciária Estadual de Piraquara. O objetivo, segundo o que foi divulgado, era diminuir a superlotação do local. 


 No entanto, na sexta-feira o local recebeu 15 detentos de Toledo e ontem outros  22 foram transferidos de Toledo para Cascavel. Com isso, a carceragem abrigava nesta segunda-feira (15) 497 presos, sendo que tem capacidade para 132. 

O fato revoltou os presos, pois foram afastados dos familiares e seguem em cadeias lotadas. Ontem os detentos foram  mantidos todos no solário e o clima estava tenso. Não foram permitidas imagens do pátio. 

 Desde sexta-feira, os advogados não conseguem visitar os clientes na cadeia, pois não há condições adequadas de segurança. O advogado Luciano Katarinhuk teme por algum motim no local. Para Katarinhuk, a Secretaria de Justiça está falhando e não consegue resolver o grave problema do sistema penitenciário do Paraná(Fonte: CGN/Foto: Catve).
Na madrugada de domingo  a ROTAM foi acionada  para averiguar uma situação de roubo, na estrada para o distrito de Boa Vista. No local foi mantido contato com  S.P.S. 30 anos, esse informou que teria sido abordado por cinco indivíduos, sendo quatro deles armados e renderam-no e dirigiram o veículo por dois quilômetros.

Segundo a vítima os marginais perderam o controle do carro, e após isso abandonaram o mesmo. A vítima conseguiu fugir e pedir socorro via 190 .

Foram levados da vítima sua carteira com documentos pessoais e aproximadamente R$ 550,00.
Uma mulher compareceu sábado 13) ao Destacamento da Polícia Militar de Nova Santa Rosa para relatar que fora vítima de estupro, ocorrido na madrugada de sábado, quando retornava de Maripá. 

Ela disse que estava com amigas num bar daquela cidade e que o homem, morador de Quatro pontes, lhe havia oferecido carona. Quando retornavam, o suspeito teria mantido relação sexual com a vítima, dentro do carro, sem o consentimento da mesma. Ela disse que, para consumar o ato, ele teria rasgado as vestes da vítima e lhe agredido, causando inclusive uma lesão nas costas. 

 A equipe policial de Nova Santa Rosa em conjunto com a equipe de Quatro Pontes conseguiram localizar o suspeito no seu local de trabalho. Ele confirmou que estava em companhia da mulher na noite anterior, mas negou as acusações de estupro. Ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia de Marechal Cândido Rondon(Fonte: Aquiagora.net).

 Uma operação do Gaeco, a pedido do Ministério Público, pode resultar no maior escândalo político da história recente em Toledo. Os vereadores Gian de Contos (PPS) e Eudes Dallagnol (SD) são suspeitos de terem cometido o crime de corrupção ativa numa eventual compra de votos para a eleição da nova Mesa Executiva da Câmara de Toledo, marcada para acontecer nesta segunda-feira (15), a partir das 10h30. 

Gian de Conto  foi ouvido e liberado 

A  suspeita é que estariam sendo oferecidos em torno de R$ 10 mil para cada vereador. A denúncia partiu do também vereador Neudi Mosconi (SD), que estuda a possibilidade de adiar a votação da Câmara através de um mandado de segurança. Agentes do Gaeco, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado teriam filmagens e escutas comprovando as denúncias. O líder do Governo, Ademar Drfschmidt (PMDB), destaca que, caso as suspeitas sejam verdadeiras mancha “toda a imagem do Legislativo toledano, que ao longo de sua história sempre se caracterizou pelos bons exemplos”. 

Mosconi, Gian e Eudes foram ouvidos na 20ª Subdivisão Policial ainda na madrugada deste domingo (14). Mosconi contou ter sido procurado primeiro pelo colega Eudes Dallagnol – a pedido de Gian - e que acionou o Ministério Público imediatamente. “Não compactuo com ações dessa natureza e, quando falamos em mudanças e cobramos mais ética da classe política, precisamos denunciar e punir quem age na contramão deste processo”, resumiu. 

Gian saiu rapidamente da delegacia acompanhado do pai, o ex-vereador Ermínio de Conto, e disse não ter oferecido dinheiro algum a qualquer outro vereador. Frisou não ter mais nada a acrescentar e que iria se pronunciar apenas após ter conhecimento do material que o Gaeco afirma ter obtido e que comprovariam as acusações.

FIANÇA

No início da noite deste domingo (14), o vereador Eudes Dallagnol (SD) foi solto após o pagamento de fiança no valor de R$ 20 mil. O valor foi arbitrado pela juíza de plantão da Comarca de Toledo, doutora Denise Terezinha Correa de Melo Kruger. 

 De acordo com informações do advogado Delmar Hoffmann, agora o processo vai transcorrer normalmente. “Não tivemos acesso ao material do Gaeco. Nada foi apurado até agora”, comentou o advogado, citando que Eudes negou ter oferecido dinheiro e que, não fosse a insistência do vereador NeudiMosconi, ele nem teria ido à residência do colega, dando a entender se tratar de uma possível armação política. “Mosconi é o presidente do Solidariedade e Eudes não teria vantagem alguma”, comentou Delmar.

Gian de Conto não  foi preso porque se  apresentou no Ministírio Público, descaracterizando o flagrante(Fonte:Jornal do Oeste).
Os bombeiros atenderam  às 21h de ontem a uma vítima de queimaduras, na praça  na praça do Ginásio de Esportes Alcides Pan. Edemilson Leopoldo, 37 anos,  foi socorrido e encaminhado ao hospital com ferimentos considerados graves sem risco à vida.

Segundo os bombeiros,  a vítima seria andarilho e  um colega de rua teria colocado  fogo no mesmo, causando queimaduras na barriga. O autor da agressão não foi localizado.

Por volta das 23h10 de ontem,  policiais do  GOTRAN em patrulhamento no Lago Municipal avistaram o veículo VW/Fox de cor branca, placas: KZT-4575 de Toledo, sendo seu condutor a pessoa de L. C. V., 26 anos, vulgo " T. " . Quando a equipe policial tentou abordar o veículo o condutor acelerou e acessou a Avenida  Parigot de Souza, tentando despistar a viatura.

Quando próximo a esquina com a rua Santos Dumont o mesmo veio a entrar no pátio do Posto Top tentando passar pelo meio do mesmo, momento em que o veículo derrapou e veio a colidir com a bomba de combustível, causando assim um grande dano no estabelecimento. A equipe de imediato abordou os quatro ocupantes do veículo e realizou buscas pessoais e no interior do veículo, porém nada de ilícito foi encontrado. 

Na sequência foi solicitado a presença do Corpo de Bombeiros para acompanhar a retirada do veículo, por se tratar de produto inflamável. O condutor do veículo foi encaminhado a sede do 19º BPM juntamente com a vítima e o proprietário do estabelecimento para ser confeccionado o boletim de dano e na sequência encaminhado a 20ª SDP para a tomada das devidas providências. O condutor foi notificado no art. 162 I do CTB por não possuir habilitação e o veículo encaminhado ao pátio do 19º BPM.
O fato aconteceu na área rural do Distrito de São João do Oeste em Cascavel. Conforme relato de familiares, a adolescente de 13 anos saiu de casa no início da tarde desta sexta-feira (12) para ir colégio, no caminho até o ponto de ônibus, um homem com uma faca de serra a ameaçou e levou-a para um matagal, e ali, a estuprou. 

Os familiares, que são funcionários em uma chácara na região, desconfiaram do sumiço da garota. No final da tarde, decidiram procurá-la, o pai a encontrou com as mãos e pés amarrados. Conforme a vítima, o suspeito ficou o tempo todo com uma camiseta na cabeça. Enquanto consumava o ato, o agressor relatou que estava fazendo aquilo por vingança contra o pai da adolescente, e que receberia R$ 20 mil da pessoa que encomendou o serviço. 

Há alguns meses, o agricultor havia sido vítima de um assalto e reconheceu os suspeitos, um deles seria o mandante do crime. Socorristas do Samu atenderam a menina, que foi encaminhada a UPA Pediátrica, ela deve passar por exames para confirmar se houve ou não conjunção carnal. Policiais Militares da Unidade Paraná Seguro realizaram buscas, porém não localizaram o suspeito. O caso foi repassado a Polícia Civil(Catve).
Quinze presos da cadeia pública de Toledo chegaram na manhã desta sexta-feira (12) em Cascavel. Eles foram transferidos por determinação da Justiça que tenta aliviar a superlotação da cadeia da 20ª SDP.

Os detentos, a maioria provisórios, se juntam aos 447, que superlotam o cadeião da 15ª SDP. Em Toledo a capacidade da cadeia é para 40 presos no máximo, mas abriga aproximadamente 170 atualmente.


Desde o início da semana transferências vem ocorrendo. Outros 15 foram levados para a PEC e três mulheres para Curitiba. Os agentes penitenciários informaram que a situação agora é mais tranquila. A cadeia de Toledo está interditada por ordem judicial desde abril, mas a medida não vem sendo cumprida por falta de estrutura carcerária em todo o estado. 

 Em Cascavel, a cadeia pública tem capacidade para 132 e com os presos novos ultrapassa 460. Redação catve.com/Cascavel(Catve).
Após cinco meses de trabalho intensivo da equipe de investigação da Polícia Civil de Guaíra, capitaneados pelo Delegado, Dr. Pedro Lucena, na manhã de terça-feira (9), foi preso Luciano Alves Macedo, 38 anos, acusado de estupro de vulnerável, contra uma menina de apenas 11 anos de idade. A informação foi liberada apenas na tarde de ontem (11) à imprensa. 

Segundo relatos, o homem buscava a menor todos os dias na Escola e beijava a menina ali mesmo, oferecia dinheiro, sem nenhum constrangimento de outras pessoas estarem olhando. Depois de receber a denúncia, os investigadores começaram a acompanhar os passos do suspeito por pelo menos cinco meses. Ouviram familiares, amigos, vizinhos e a menina. 

Foram realizados exames na menor e comprovado o abuso, mesmo sem ter havido conjunção carnal, pois ela [vítima] tinha alguns ferimentos nas partes intimas. Na manhã de terça, os Policiais Civis cumpriram mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça da Comarca de Guaíra, contra Luciano Alves Macedo.

Ele estava em sua residência, no Parque Hortência. Contra ele pesam duas acusações: estupro de vulnerável e abuso sexual infantil. Sendo que o homem já tem uma condenação de 06 anos pela prática de roubo. Luciano se encontra preso na carceragem da Delegacia de Polícia Civil de Guaíra, a disposição da Justiça(Portal Guaira).
Um trabalhador morreu na tarde desta quinta-feira (11) no alto de uma torre de celular, no Bairro Claudete. A ocorrência foi registrada na Rua Pinheiro Machado, proximidades da Rua Nereu Ramos. 

De acordo com informações dos bombeiros, o homem morreu após um mau súbito, possivelmente um infarto. Socorristas do Siate apenas puderam constatar a morte do trabalhador. Um colega da vítima relatou aos bombeiros que o homem teria queixado de dores no peito pela manhã.

Os familiares informaram que ele não tinha nenhum problema de saúde, mas que ele era fumante. Funcionários da empresa também relataram que Paulo Fontanella, 45 anos, trabalhava no local, fazendo uma instalação de sistema telefônico. 

 O trabalho dos bombeiros, na retirada do corpo, nesta torre de aproximadamente 40 metros, durou mais de uma hora(CGN).