A Polícia Civil de Cascavel investiga o caso envolvendo o menino de 11 anos que foi atacado por um tigre no zoológico da cidade na tarde desta quinta-feira (30). Após o incidente, a criança teve o braço amputado em cirurgia no Hospital Universitário. 

Ele não corre risco de morte. tigre menino O pai do menino foi ouvido pelos policiais, mas não ficou preso. Marcos do Carmo Rocha afirmou, em depoimento, que dava atenção ao outro filho de três anos quando a criança colocou o braço dentro da grade onde o animal estava. 

 Marcos era responsável legal pelo filho e pode responder na Justiça por lesão corporal grave. O caso foi filmado por pessoas que estavam no local( (Foto: Reprodução/ Catve.tv).
Por volta das 22h20 desta quinta-feira(31),denúncias repassadas diretamente a Equipe Rotam, informavam que na Rua Amélia Gasperin Longhi, Jardim Santa Clara IV,  havia um ponto de trafico de droga. No local foram abordados dois adolescentes e um maior sendo Yago Cesar Firmino de Oliveira, 21 anos. 

Em busca pessoal nada foi localizado, na residencia de um menor com 17 anos, foi encontrado um quilo e seiscentos gramas de maconha e uma espingarda calibre 36.O  outro menor estava com quarenta gramas. Yago Cesar Firmino de oliveira 21 anos, estava com duzentas e quarenta e cinco gramas de maconha totalizando 1,886 gramas. Ambos foram encaminhados a 20ª SDP para providências cabíveis.
A Igreja Nossa Senhora do Caravaggio, no Bairro Maria Luiza, em Cascavel, foi alvo de assaltantes na noite desta quinta-feira (31). Um indivíduo adentrou o local e solicitou uma certa quantia em dinheiro para o padre. 

Sem a quantia exigida pelo ladrão, o padre entregou R$ 200 ao homem. O fato ocorreu na secretaria de igreja, onde, além do padre estavam duas mulheres. 

 De acordo com informações repassadas no local, um comparsa do assaltante aguardava em uma motocicleta do lado de fora. A Polícia Militar foi acionada e registrou o boletim de ocorrência.
É aguardado para   hoje(01) o comparecimento à 20ª SDP do autor do crime praticado em uma chácara na saida para São Pedro do Iguaçu na final da tarde de quarta-feira. A Polícia Civil de Toledo já tem a identificação do homem que atirou contra a jovem Raquel dos Santos Vieira, de 18 anos.

Segundo o Setor de Homicídios da 20ª SDP, alguns jovens se encontravam na casa da chácara, quando o autor do crime e a vítima chegaram no local. Logo após descerem de um veículo Prisma, rebaixado, os dois teriam se desentendido e o rapaz teria falado algo do tipo, “cuidado que atiro na sua perna” e Raquel o desafiou dizendo que ele não teria coragem. 

O homem apertou o gatilho e  matou a jovem. O acusado deixou o local. Policiais Civis e militares passaram a trabalhar no caso, identificaram e localizaram o carro que estava na casa da mãe do atirador, no Jardim Panorama. O carro foi apreendido e encaminhado para a 20ª SDP, ficando à disposição da polícia. O acusado deverá se apresentar hoje na  20ª SDP acompanhado de seu advogado para dar a sua versão dos  fatos.
Uma jovem de 18 anos foi assassinado no final da tarde desta quarta-feira, na PR 585, na saída para São Pedro do Iguaçu. Por volta das 17h50  a polícia foi acionada  na PR 585  onde o solicitante C. S. B. de O. relatou a equipe policial o ocorrido. Segundo ele, estavam em sua residência  adolescente de 17 anos e 15 anos e Raquel dos Santos Vieira, 18 anos, acompanhada de um indivíduo não identificado. Os mesmos chegaram em um veículo Prisma prata rebaixado com rodas esportivas.

Ele declarou que Raquel e o indivíduo iniciaram uma discussão e que o indivíduo sacou de uma arma (que parecia ser um revólver) e efetuou um disparo na cabeça da moça, que  não resistiu e veio a óbito no local. Em seguida o indivíduo entrou no veículo e tomou rumo ignorado levando a arma junto. 

Perguntado as testemunhas sobre o nome do suspeito ou placa do veículo responderam não conhecer o indivíduo, mas que o mesmo possui uma tatuagem de uma "índia" em um dos antebraços. Tem meia estatura, branco, cabelo preto, olhos verdes, mas não conseguiram ver a placa do veículo. Foi feito isolamento do local acionada a polícia científica e aguardada a chegada do IML ao local. As demais viaturas policiais seguiram em patrulhamento na tentativa de encontrar o suspeito pelas informações passadas pelas testemunhas, mas sem êxito até o presente momento.
O depoimento disponibilizado pela Polícia Civil de Cascavel é revoltante. Nele, a mãe da pequena Maria Clara Zortea Ramalho de apenas seis anos, conta com frieza e riqueza de detalhes o passo a passo que levaram à morte da criança. A divulgação de novos trechos do vídeo foi feita nesta quarta-feira (30). Nele Vanessa Aparecida Ramos do Nascimento conta que Giulia Albuquerque inicialmente pediu para ficar por uma semana na casa de Vanessa. 

Neste período, mulher começou a dizer dos planos espirituais que Deus teria para ela. Segundo Vanessa, para que a possível promessa fosse alcançada, Giulia ditava alguns requisitos, entre eles, bater nas crianças. A mãe de Maria Clara contou ainda que Giulia chegou a dizer que a purificação não era alcançada, pois Vanessa batia na menina com dó.

 As agressões, segundo o depoimento da mulher, inicialmente eram praticadas por ela, mas depois passaram a ser rotineiras por parte de Giulia Albuquerque. Giulia chegou a dizer à Vanessa, que “Deus pediu para que ela continuasse com o serviço”. O caso segue sendo investigado pela polícia. Os policiais querem apurar se mais alguém teve participação no ‘ritual de purificação’. 

Veja o video no link http://mais.uol.com.br/view/15141622 ( Fonte: CGN).

Um menino de 11 anos sofreu graves ferimentos no braço direito, na tarde desta quarta-feira (30) ao ser atacado por um Tigre, no Zoológico de Cascavel. Ele estava em um local proibido
quando foi vítima do felino. O garoto estava no parque acompanhado do pai e do irmão de três anos de idade. Visitantes que passavam pelo recinto dos leões viram a criança na área delimitada e tentaram alertar o pai dela, mas foram ignoradas. O pai acabou detido pela omissão.

O professor catarinense Ricardo Espindula conta os momentos de desespero. Prevendo que algo poderia acontecer, já que o pai do menino ignorou os alertas, a família de Ricardo registrou um vídeo do menino momentos antes do ataque. A imagem o mostra correndo de um lado para o outro. O garoto alimenta os animais e ainda tenta acariciá-los. Outro visitante do parque também percebeu o perigo e gravou o menino bem próximo às jaulas. 

 Ao ver o filho sangrando o pai pediu por socorro e em estado de choque permaneceu com o filho até a chegada do Siate. Os socorristas e o médico foram rápidos para imobilizar a criança que teve um corte profundo com perda de parte dos tecidos do braço. A criança foi levada em estado grave ao Hospital Universitário. O pai seguiu em uma viatura do Corpo de Bombeiros com o filho menor. Ele pouco disse sobre o ocorrido. 

 Conforme a bióloga do zoo o Tigre chamado Hu tem mais de 200 kg e três anos incompletos. Ele é um animal bastante dócil e deve ter ficado estressado com a movimentação da criança na jaula. O recinto é monitorado por guardas patrimoniais, mas a criança teria aproveitado o momento da ronda para adentrar a área proibida. 

 O tigre foi isolado na área de manejo, já que o local estava bastante tumultuado. O animal será monitorado. A Polícia Militar também foi chamada para registrar a ocorrência. O pai foi ouvido e liberado e poderá responder por lesão corporal(Fonte: CGN).

Veja o video http://mais.uol.com.br/view/15141953

A menina Maria Clara Zortea Ramalho, 6 anos, foi morta há quase cinco meses, em Cascavel, em um ritual de purificação. A informação foi confirmada pela Polícia Civil durante coletiva de imprensa na manhã de ontem (29), após os restos mortais da menina serem encontrados enterrados em uma propriedade rural em Santa Tereza do Oeste. A mãe da criança, Vanessa Aparecida Ramos do Nascimento(foto), e Giulia Albuquerque estão presas e serão indiciadas por homicídio e ocultação de cadáver. 

Giulia  teria sugerido o ritua de purificação

Maria Clara  foi trancada no porta malas do veículo
De acordo com a polícia, ambas afirmaram que Maria Clara morreu durante um ato religioso de purificação, acreditando-se que a mesma estaria possuída pela demônio. Na madrugada do dia 4 de março a menina foi trancada no porta-malas de um veículo Escort, que pertencia a uma das suspeitas. Na última quinta-feira (24) o pai procurou a polícia dizendo que não conseguia contato com a filha e com a mãe há um determinado tempo. “Após essa informação, fomos a campo em diligências e conduzimos a mãe e a outra mulher, a Giulia, à delegacia, e na sequência se deu o fato que já foi registrado. Que elas teriam matado por purificação religiosa a pequena Maria Clara", disse delegado Pedro Oliveira. 

Ainda durante a manhã Vanessa passou por exames no IML de Cascavel. Ao sair do local, negou que a menina tenha sido morta. De acordo com o delegado Edgar Santana, em março do ano passado as amigas se conheceram em uma convenção religiosa. Depois disso, foram morar com duas crianças, Maria Clara e outra de 1 ano. Desde então, as crianças foram submetidas a agressões físicas e só podiam sair de casa para ir à igreja. Em março deste ano, durante um ritual a criança morreu e ficou por mais dois dias na residência. Elas acreditavam que a criança poderia ser ressuscitada. Quando viram que isso não aconteceria resolveram se livrar do corpo. 

A polícia apreendeu o carro para realizar perícia. A investigação deve apurar se Maria Clara realmente morreu por asfixia. "São coisas que não estão esclarecidas pois são muito recentes e tem coisas que precisam ainda ser verificadas para vermos resultados de exames. Já verificamos que o veículo tem espaço muito aberto para que ela tenha morrido por asfixia", explica o delegado. 

A menina foi rematriculada na escola onde estudava, mas em 2014 não foi à escola. Antes das aulas iniciarem, a mãe pediu transferência de Maria Clara. Dias depois, a avó materna informou que a filha e as netas não haviam mudado de endereço. A instituição entrou em contato com a mãe, que afirmou que aguardava a documentação da nova casa para se mudar. Na mesma semana, uma vizinha procurou a escola relatando estar preocupada, pois havia observado que mãe e filhos saíram de casa a noite e não voltaram mais. No dia seguinte, um caminhão carregou a mudança(Fonte:Jornal Correio do Povo/Fotos: CGN).
O Corpo de Bombeiros atendeu por volta das 15 horas de ontem(28) vítimas de um pouso forçado de avião em Foz do Iguaçu. A aeronave desceu nas proximidades da PEF (Penitenciária Estadual de Foz) numa lavoura de milho. A região é uma área industrial, nas imediações da BR-277, cerca de cinco quilômetros do Aeroporto Internacional.

Várias viaturas do CB foram mobilizadas. Quatro pessoas ocupavam a aeronave, dois tripulantes (sendo o comandante e um mecânico) e dois passageiros. Um dos passageiros foi levado pelo Siate ao Pronto Socorro Municipal com ferimentos leves. Os demais foram atendidos pelos socorristas, mas recusaram encaminhamento ao hospital. 

 O avião bimotor turbo-hélice da empresa Táxi Aéreo Ribeiro tem capacidade para 20 lugares. Ele trazia os passageiros de Guarapuava para Foz do Iguaçu, onde moram. O pouso deveria ocorrer no Aeroporto Internacional. Ainda não há informações sobre o que motivou o pouso forçado. O avião sofreu avarias significativas(Fonte: CGN).
Uma menina de apenas sete anos de idade pode ter sido morta em um ritual, em Cascavel. O crime, segundo a investigação da Polícia Civil, foi cometido pela própria mãe da menina com a ajuda de uma amiga. O caso chegou à delegacia na semana passada. Familiares da pequena Maria Clara Zortea Ramalho procuraram a 15ª SDP (Subdivisão Policial), pois há seis meses não tinham informações da menina e da mãe dela, Vanessa Aparecida Ramos do Nascimento. O avô da criança chegou a dizer aos investigadores que a neta e a filha, poderiam estar com uma mulher chamada Giulia Albuquerque. 

Os policiais iniciaram a investigação e descobriram que a criança foi assassinada pelas duas mulheres. O crime teria ocorrido em Cascavel e o corpo da pequena foi enterrado em uma área de difícil acesso, em uma propriedade rural, na cidade de Santa Tereza do Oeste. Após a divulgação do desaparecimento, uma denúncia levou a Polícia Civil até o possível paradeiro da menina e da mãe dela. A informação dizia que elas estavam em uma propriedade na região de São João do Oeste. Os policiais foram ao local, mas não as encontraram. 

Nesta segunda-feira (28) Vanessa foi localizada no Terminal de Transbordo Leste e Giulia no Loteamento Rivadavia, na região do Bairro São Cristóvão. As duas mulheres foram presas e em depoimento a mãe confessou o crime. A amiga dela negou participação na morte. A polícia prefere não revelar muitos detalhes do crime, mas sabe que a menina foi agredida e colocada no porta-malas de um carro. Depois de morta a criança foi levada até a área rural, onde foi enterrada pelas duas mulheres.

Nesta noite buscas foram feitas com a ajuda de vários policiais e equipes do Corpo de Bombeiros, no entanto o corpo não foi encontrado. As duas suspeitas da morte participaram das diligências. A polícia tenta apurar se menina foi morta em um ritual. Segundo a polícia as duas mulheres possuem outros filhos. Uma delas já teria sido inclusive denunciada por maus tratos. O caso segue sendo investigado e a polícia retomará as buscas ao corpo na manhã de terça-feira (29)(Fonte: CGN)
Na noite deste domingo(27)  policiais militares na Rua Senador Atílio Fontana  tentaram abordar uma motocicleta Honda CBX Twister de cor preta placa ALK 5677, pois havia dois indivíduos em atitudes suspeitas.Os  mesmos não obedeceram à ordem de parada, sendo efetuado o acompanhamento tático por varias ruas.

Durante a perseguição, na Avenida Carlos Sbaraine, a motocicleta se chocou na lateral de um caminhão.Os  infratores caíram da motocicleta, sendo prestado atendimento pelos bombeiros. O condutor da moto, Alan Custodio dos Santos, 20 anos,  ficou gravemente ferido, sendo encaminhado ao Hospital Bom Jesus. Ele portava um revólver calibre 38 Special marca Taurus com 6 munições intactas em sua cintura. 

Alan receberá voz de prisão pelo crime de porte ilegal de arma de fogo assim que recuperar a consciência, pois o mesmo segue internado no Hospital sob escolta policial.
Por volta das 05h deste domingo(27) a Policia Militar foi acionada  e se deslocou  até a Rua Leopoldo Schimit onde informações davam conta de que um indivíduo teria o seu celular roubado. No local foi encontrado uma pessoa andando na BR 467, proximidades da Mercescam. O mesmo relatou que saiu de seu trabalho por volta das 2h e pegou uma carona com seu patrão até as proximidades do Clube Olímpico. 

Após tomar algumas cervejas o mesmo já estava combinando o preço com um moto taxi para ser levado embora e um indivíduo que estava por perto também tomando bebidas disse que estava indo embora pois morava fora e que daria uma carona a ele se ele assim quisesse. 

O  mesmo disse que morava no Jardim América.O rapaz aceitou a carona e em deslocamento para o endereço, em certa altura o indivíduo parou o carro e sacou de um revolver e disse para o mesmo que era para ele entregar tudo o que ele possuía nos bolsos. No momento em que ele entregou o dinheiro aproveitou abriu a porta e saiu correndo em direção aos caminhões que ficam estacionados por ali, ligando para o 190.

A vítima ainda relatou que o carro era escuro quatro portas, não soube relatar a marca ou o modelo precisamente, disse que parecia com um Voyage ou Siena dos modelos mais novos, sendo que o veiculo arrancou de forma brusca e tomou rumo ignorado. Foi levada do mesmo a quantia de R$ 70  reais em dinheiro.
Duas farmácias foram assaltadas na noite de  sábado(26)  ao mesmo tempo, na Rua Santos Dumont, no centro da cidade de Toledo. Por volta das 21h40, na Farmácia Nossa Farma, adentrou no estabelecimento uma pessoa com um capacete preto na cabeça, jaqueta preta, com arma em punho e  anunciou o assalto. A vítima relatou que a arma era tipo revolver da cor preta. O suspeito pediu todo o dinheiro do caixa. O funcionário disse que na mesma hora em que o indivíduo anunciou o assalto em seu estabelecimento, percebeu que seu comparsa acabara de anunciar outro assalto na farmácia defronte a sua. Da farmácia Nossa Farma, foi levado do caixa, cerca de R$ 300,00 em notas diversas. Após o roubo, o assaltante saiu correndo rumo ao Colégio La Salle. 

 No mesmo instante que atendiam o assalto na farmácia Nossa Farma, os PMs foram informados que havia ocorrido outro roubo defronte ao estabelecimento, na Farmácia Nissei. Adentrou no estabelecimento, uma pessoa com um capacete prata na cabeça, um casaco preto com um desenho de três riscos verdes nas costas (símbolo da Monster) e calça jeans escura, onde o mesmo anunciou o assalto, apontando uma arma tipo revolver da cor preta, pedindo todo o dinheiro do caixa.

O solicitante relatou que foi levado cerca de R$ 82,97. Após o assalto, o suspeito saiu correndo em direção ao Colégio La Salle, juntamente com seu comparsa que assaltou a farmácia da frente. Foi acionada toda a rede da primeira companhia e realizado patrulhamento, porém sem êxito. 
Um acidente aconteceu por volta das 18h30 deste sábado (26), na rodovia municipal Arlindo Orlandini, estrada para Terra Nova,em Assis Chateaubriand. Lucas Henrique Rubio, 22 anos, seguia com a sua motocicleta Honda Bros, quando na altura da rodovia, proximidades da entrada do Ramal Aroma, houve a batida.

Segundo informações, um trator trafegava puxando uma bomba de passar veneno Columbia, e o mototociclista não teria visto o maquinario na pista e colidiu violentamente na traseira do pulverizador, morrendo na hora. O tratorista contou que não percebeu a moto. ''Percebi que a Columbia deu um soco, pensei que poderia ter quebrado o engate, quando desci para ver o que havia acontecido, encontrei a cena triste", relatou o motorista. 

Lucas Rubio é filho da professora Silvana Rubio e são moradores da comunidade de Terra Nova. Várias pessoas acompanharam o trabalho dos socorristas do Samu e da Polícia Militar. O corpo de Lucas foi recolhido e encaminhado ao IML de Toledo, e liberado na madrugada para atos fúnebres. O velório estas acontecendio na residencia da família em Terra Nova. Fonte: Rádio Jornal - Fotos: Leo Silva
Um homicídio foi registrado por volta das 5h30 deste domingo (27), na Rua Presidente Costa e Silva, próximo ao cruzamento com a Rua Pernambuco, em Marechal Cândido Rondon. Segundo informações do irmão da vítima, ele e seu irmão estariam, por ruas diferentes, retornando para casa.

O mesmo teria tentado manter contato telefônico com a vítima, como o mesmo não teria atendido, o jovem teria resolvido ir em direção ao apartamento onde o irmão reside. No caminho ele acabou encontrando o mesmo caído em uma calçada já sem vida. Fabiano Schmidt, 26 anos, foi morto com tiros que atingiram sua cabeça. Populares teriam ouvido três disparos. 

Como o celular da vítima não foi encontrado com o mesmo, a polícia trabalha com a hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte. O Corpo de Fabiano foi encaminhado ao IML de Toledo e posteriormente liberado aos familiares. Fonte: Aquiagora.net.
Um ônibus que fazia a linha Foz do Iguaçu para Rio de Janeiro foi alvo de assaltantes armados no início da madrugada de hoje (26). De acordo com os policiais militares que estiveram no local, pelo menos dois assaltantes embarcaram no ônibus na rodoviária de Cascavel e, nas proximidades do km-513 da rodovia BR-369, anunciaram o assalto. Um veículo, que seria um Gol, de cor preta, seguia logo atrás do ônibus e dava apoio na ação. 

 O motorista teve que acessar uma estrada rural e percorrer por cerca de dois quilômetros, onde os passageiros foram obrigados a descer do ônibus e entrar no bagageiro, onde foram trancados. Os criminosos, então, levaram todos os pertences dos passageiros. Após a fuga dos bandidos, os passageiros conseguiram estourar a porta do bagageiro. Segundo informações repassadas aos militares, os homens estavam armados com uma espingarda calibre 12 e uma pistola. 

 O passageiro Alberto Correia contou que foram momentos de tensão enquanto os bandidos estavam dentro do ônibus e que nem as crianças foram poupadas da ação dos criminosos. O ônibus, no entanto, não conseguiu retornar para a rodovia, sendo necessário o apoio de um trator para fazer o reboque. 

 Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também esteve presente fazendo o registro da ocorrência e encaminhando as vítimas para a Delegacia de Polícia Civil(CGN).
Policiais Militares atenderam a mais um arrombamento na Rua Pedro Rosseto esquina com Rua Ângelo Massola, no Jardim Concórdia.Segundo consta, foi a décima vez que  Posto de Saúde do bairro foi arrombado.

A  responsável pelo posto de saúde relatou quforam furrtados uma datashow  e um aparelho de telefone fixo da marca Intelbras Plena. A equipe policial constatou que a janela da sala de escovação foi arrombada, foram feitas buscas porem sem êxito e a solicitante orientada das medidas cabíveis.

Duas ações realizadas pela Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), núcleo de Cascavel, nesta sexta-feira (25), na região Oeste, resultaram na apreensão de 130 kg de maconha, 5,5 kg de crack, 2,260 kg de cocaína e 1,040 kg de lidocaína. 


Uma das ações foi realizada, na BR-163, na região de Marechal Cândido Rondon. Pedro Divonsir Ribeiro, 39 anos, foi preso com a maconha, que seria levada para Blumenau (SC), onde venderia o entorpecente por R$ 1 mil. O homem já tem passagens pelo crime de moeda falsa. Ele foi autuado em flagrante.

A outra apreensão foi realizada pela Denarc ocorreu na área da praça de pedágio de Céu Azul. Os policiais civis prenderam Armando Magno Freires, 41 anos. O homem alegou que receberia R$ 7 mil para entregar a cocaína, o crack e a lidocaína em São Paulo. O trabalho realizado pela Denarc representou um rombo para o tráfico de drogas(CGN).
O setor de crimes contra a economia, fraudes e estelionato da 15ª SDP (Subdivisão Policial) está investigando golpes que estão sendo aplicados em Cascavel com boletos bancários. Cerca de 30% dos registros de ocorrências que chegam à delegacia são referentes a essa prática, que funciona da seguinte maneira: o cliente imprime o boleto de um computador, que está infectado por vírus. 

Os golpistas recebem a informação e acessam o boleto verdadeiro, mas alteram os dados, fazendo com que o pagamento caía na conta deles ou de ‘laranjas’. O delegado Ademair Braga Júnior destacou que as pessoas devem ficar atentas aos boletos que vão pagar.

A polícia dá dicas de como é possível verificar se um boleto bancário é legítimo ou não. Fique atento a  imagem (foto com marcações em vermelho): Os três primeiros dígitos correspondem ao código do banco. Eles devem repetir logo no início da numeração. Depois seguem os números da agência e da conta. Também há o número do documento que deve ser repetido na parte de baixo. Os últimos números da parte superior do boleto devem corresponder ao valor da conta paga. Note que nesse exemplo os números não correspondem(CGN).
Uma briga resultou em três pessoas esfaqueadas na noite de ontem (23) em uma propriedade rural na Linha IBC, no interior de Santa Helena. Policiais militares e socorristas do Samu foram mobilizados ao local. 

Um dos envolvidos na confusão teria dito à polícia que todos trabalham no assentamento de pedras poliédricas (calçamento), e que durante o dia consumiram bebidas alcoólicas e, no início da noite, houve uma discussão. Durante a briga, um dos homens se apossou de um facão e desferiu golpes contra os demais. 

Os outros envolvidos passaram, então, com um faca de cozinha, a revidar. Os três homens apresentavam vários ferimentos pelo corpo. Eles receberam atendimento e foram levados ao hospital. Um deles precisou ser transferido para Toledo, devido a gravidade dos ferimentos. Os outros dois, após avaliação médica, foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil(Fonte:Correio do Lago).
A 6.ª Promotoria de Justiça de Toledo (Oeste do Estado) ajuizou, esta semana, ações civis públicas contra dois vereadores (um de Toledo e outro de São Pedro do Iguaçu), por atos de improbidade administrativa. Ambas tramitam perante as Varas de Fazenda Pública da comarca e aguardam decisão. Na primeira ação, um parlamentar de Toledo(não teve o nome divulgado) é processado por ter contratado seu sobrinho como estagiário em seu gabinete, na Câmara Municipal de Toledo. 

O Ministério Público na comarca aponta que a prática configura nepotismo na administração pública, violando a Súmula Vinculante número 13, além de afrontar o artigo 128, § 10, da Lei Orgânica do Município de Toledo, que estabelece a mesma proibição para contratação de parentes de agentes públicos. 

A Promotoria de Justiça argumenta, ainda, que, ao encaminhar a documentação para a Câmara Municipal de Toledo, a fim de obter a formalização de sua contratação, o sobrinho do vereador, que é estudante universitário, preencheu declaração afirmando que atendia o requisito previsto no § 10, do artigo 128 da Lei Orgânica do Município, que veda a contratação de parentes para cargos em que não há processo seletivo. 
“Dessa forma, inseriu declaração ideologicamente falsa em documento público, configurando, em tese, a prática do crime previsto no artigo 304 c/c artigo 299, caput, ambos do Código Penal (uso de documento público ideologicamente falso)”, aponta trecho da ação. 

O Ministério Público requer à Justiça, em liminar, a indisponibilidade de bens do parlamentar e do sobrinho, nos valores de R$ 150 mil e R$ 6,2 mil, respectivamente. 

 A segunda ação foi ajuizada contra um vereador de São Pedro do Iguaçu. Conforme a investigação realizada pela Promotoria de Justiça, a partir da denúncia de um morador da zona rural do município, foi utilizada – a pedido do vereador – uma motoniveladora da prefeitura, para fazer a terraplanagem em uma área particular. 

O objetivo seria melhorar as condições de uma via rural, para favorecer uma empresa que atua na venda de equipamento resfriador de leite. “Diante dessas circunstâncias, tem-se que o vereador violou princípios que regem a administração pública, em especial, os princípios da legalidade, impessoalidade e moralidade (artigo 11, caput e inciso I, da Lei 8.429/1992), pois, no exercício de seu cargo de vereador, colocou um servidor público e uma máquina de propriedade da Prefeitura Municipal de São Pedro do Iguaçu a serviço de interesses particulares, acreditando tratar-se de algo normal”, sustenta a Promotoria de Justiça, na ação inicial. 

O MP também pede a indisponibilidade de bens do requerido, no valor de R$ 13,7 mil.